Home » Literatura » Uma Dobra no Tempo: Fantasia e ciência para todas as idades

Uma Dobra no Tempo: Fantasia e ciência para todas as idades

Por: Natascha Oliveira

16 de novembro de 2018

Uma dobra no tempo é o primeiro livro da série de fantasia infantojuvenil de Madeleine L’engle. O clássico está completando 50 anos e foi, finalmente relançado no Brasil pela Harper Collins BR em uma edição de tirar o fôlego, com direito a capa dura, folhas amareladas, folha de guarda e divisórias em papel especial com içustras de constelações, no mesmo estilo da capa. Sem esquecer que a Darkside também lançou uma edição em HQ, que é simplesmente a coisa mais bela que já vi e toquei. Vale a pena!

Autora: Madeleine L’engle
Editora: Harper Collins Br
Gênero: Literatura Estrangeira, Infantojuvenil, Fantasia
Páginas: 240
Avaliação: ⭐⭐⭐

O princípio das aventuras

O livro conta a história de Meg e Charles Wallace, seu irmão mais novo. Duas crianças excepcionalmente astutas que embarcam numa viagem através do tempo e espaço para trazer seu pai de volta para casa. O Pai das crianças desapareceu em missão enquanto trabalhava para o governo em um projeto chamado Tesseract. Desde então a vida da família não tem sido a mesma. Meg teve seu desempenho afetado na escola, a mãe sente o peso de cuidar dos filhos sozinha e Charles e os gêmeos mal lembram a fisionomia do pai.

[…] Mas acho que, dentro das nossas limitações de ser humano, nem sempre somos capazes de entender as explicações. Mas, veja bem, Meg: não é porque não entendemos alguma coisa que essa explicação não existe.

Certo dia, Charles tem a intuição de ir ao bosque e lá conhece Calvin, as senhoras Quem, Qual e Quequé. As senhoras místicas delegam aos irmãos uma missão muito perigosa porém de extrema importância: Salvar o mundo da Coisa e de quebra, trazer seu pai de volta. Elas sabem como viajar no tempo e se propõem a levar as crianças até Camazotz, mas não sem antes avisá-las dos perigos e passar por alguns outros planetas cheios de criaturas sombrias, mágicas e peculiares como as próprias Senhoras.

Ah, mas não viajamos a velocidade alguma – explicou a Ser. Quequeé. – Nós tesseramos. Ou fazemos dobras.

Para as crianças e para os adultos

Apesar de ser um livro infantil, ou justamente por isso, Uma dobra no tempo trata de assuntos profundos que vão muito além da batalha entre o bem e o mau. O livro fala sobre relações humanas, valores, sobre como nos relacionamos com o lugar onde vivemos e de como somos fruto da sociedade a qual pertencemos. Isso tudo sem contar os diálogos sobre ciência, física, mecânica quântica e espiritualidade, isso mesmo! UDNT é um misto de ficção científica e fantasia cristã, onde o tema é abordado de uma forma um pouco mais explícita que As crônicas de Nárnia, mas sem deixar de ser delicado. No entanto, poderia sem melhor explorado e não apenas apresentado em frases e efeito pelas Senhoras.

Não sabemos, como você diz, da aparência das coisas – respondeu a criatura. – Sabemos como as coisas são. Imagino que seja muito limitante este ver.

Opinião pessoal

Em suma, é um livro leve e ótimo para quem quer distrair a mente, além de ter lições sobre a vida valiosíssimas para adulto algum dizer que não entendeu. A linguagem, como é de se esperar, é bem infantil e em alguns momentos bem repetitiva, mas nada que impeça a leitura dos mais velhos. Não é à toa que o clássico é citado em diversos outros livros infantojuvenis que abordam o mesmo tema.

Confesso que esperava mais dos diálogos, principalmente nas partes onde AQUELE aparece mediado por Charles Wallace. O andamento é bem arrastado em partes desnecessárias, misterioso por um longo período – o que o torna confuso – e de uma hora para outra, tudo se resolve bem demais no final. Isso me irritou um pouco até certo ponto, mas não vou negar que adorei conhecer a história dos Murry. Tanto que já comprei Um vento à porta e adicionei à lista de leitura.

O único modo de lidar com algo tão sério é tratar com um pouco mais de leveza.

[mashshare]