Home » Séries » Merlí: 5 motivos para professores assistirem

Merlí: 5 motivos para professores assistirem

Por: Gabriela Coiradas

31 de outubro de 2018

Uma das coisas que acho extremamente positivas na Netflix é que ela me traz muito conteúdo de fora dos EUA. E foi em um desses passeios movidos a curiosidade que eu trombei com Merlí.

E depois de três temporadas (das quais não tenho coragem de terminar a terceira, porque sou dessas que se apega), é como professora que venho te dar 5 razões para assistir a essa série catalã que tem muito a nos dizer sobre a arte de ensinar.

1) Inspira a sair da caixa

O personagem principal, Merlí Bergeron, é um professor de filosofia que cria uma conexão muito grande com os seus alunos devido aos seus métodos pouco convencionais de ensino.

Basear as aulas no currículo, mas não segui-lo de modo engessado e linear, levar os alunos lugares diferentes da sala de aula e, principalmente, propor atividades que provoquem a reflexão nos alunos e que os façam ver o sentido do aprendizado. Essas são ações que podem inspirar as aulas de várias matérias além da filosofia.

2) Desperta o interesse pela reflexão

O protagonista da série traz a filosofia para as situações que fazem parte da vida dos alunos do Ensino Médio. E isso é parte crucial do processo de ensinar e aprender.

Cada episódio tem como tema um grande filósofo, antigo ou contemporâneo, e é muito interessante conhecer um pouco de cada linha de pensamento e como trazê-las para a nossa profissão.

Quando fazemos alguém refletir a partir da análise da própria realidade, o resultado final é muito mais produtivo. E isso é ainda mais encantador quando mostra que matérias normalmente consideradas “inúteis” pelos adolescentes, como a Filosofia, são a base de praticamente tudo o que conhecemos.

3) Traz a realidade do aluno fora da escola

Quantas vezes, ao ensinar, encontramos aquele aluno que “não tem jeito”, “não liga para nada”? Muitas. E acabamos nos esquecendo que fora daquele quadrado das paredes da escola, há infinitos fatores que traçam o perfil do estudante.

A influência das relações familiares, amorosas, da situação econômica e psicológica dos alunos é bem retratada na série, e mostra como o professor pode ser fundamental para reverter uma situação ruim.

4) Incentiva a empatia

Em Merlí, ao longo de todas as temporadas, temos contato com diversas situações que precisam ser tratadas com cuidado, respeito e empatia.

A abordagem que a série dá para questões de gênero, sexualidade, drogas, ética e moral não só é filosófica como nos faz pensar na importância da empatia com nossos semelhantes, pois todos somos seres humanos, evoluindo e aprendendo juntos.

5) Até as falhas provocam análise

Ainda que seja uma produção televisiva de alta qualidade, Merlí não é isenta de críticas. E elas vêm justamente pelas reflexões que fazemos ao longo dos episódios.

Por exemplo, a série ainda tem uma abordagem, principalmente em relação ao protagonista, bastante machista.  Mesmo retratado como um bom educador, Merlí costuma tratar as mulheres ao seu redor de modo bastante leviano e descartável, com doses de manipulação e atitudes de caráter questionável.

Também não podemos deixar de notar a falta de representatividade negra. O elenco de atores principais é absolutamente branco, tendo os negros papéis de figuração ou com falas reduzidas e de pouca relevância.

A homossexualidade é um tema tratado por vários ângulos. Porém, quando se chega à bissexualidade, com o personagem Pol, o tema é quase apagado, não tendo o mesmo espaço que as demais discussões sobre diversidade.

Vale a pena?

Muito.

E mesmo que você não seja professor, é impossível ser o mesmo depois de Merlí. É como se alguém quebrasse um vidro diante dos teus olhos e você percebesse que ainda não tinha pensado em muita coisa. Ao menos, não de uma forma filosófica. Também descobre que já tinha pensado em algo e nem sonhava que algum filósofo também.

Pronto para conhecer séries diferentes? Conhece mais alguma produzida fora dos EUA? Indica nos comentários, vou adorar conhecer e, quem sabe, escrever aqui sobre ela!

[mashshare]