Home » Séries » (Des)encanto: Os 24 Melhores Easter Eggs

(Des)encanto: Os 24 Melhores Easter Eggs

Por: Bernardo Stamato

28 de agosto de 2018

Antes de mais nada, alerta pequenos SPOILERS da primeira temporada de (Des)encanto.

Desde o primeiro trailer, ficou claro que a nova série da Netflix, (Des)encanto, de Matt Groening, seria cheia de referências à Futurama, Simpsons, até contos de fada e até de literatura fantástica. O que não falta é easter egg, alguns escancarados e outros surpreendentemente sutis.

E aqui estão os 24 melhores easter eggs de (Des)encanto!

Perucas de Fry e Lisa

No segundo episódio, “Por quem o porco grunhe”, a Princesa Bean está conversando com seu novo noivo, o príncipe Merkimer, enquanto ele está experimentando novas perucas. À direita, tem uma peruca do cabelo de Fry, de Futurama, enquanto uma da Lisa Simpson está mais discreta atrás da cauda do Luci.

Sininho

Quando eles entram na Floresta Encantada, Princesa Bean, Luci e Elfo encontram uma fada que “faz um truque ou dois”. Com seu cabelo loiro e pontudo, asas de borboleta e vestido verde, a personagem é obviamente inspirada na fada mais famosa do mundo: a Sininho do Peter Pan da Disney. Se uma fada velha e prostituta é um crítica ácida demais, interprete como quiser.

Infelizes elfos

Aqui nós temos três paródias em uma só. A mais óbvia é os Smurfs, que vivem magicamente escondidos na floresta e têm nomes baseados nos seus ofícios. Também é uma sátira do “Keebler Elves”, mascotes da empresa Keebler Company, segunda maior fabricante de biscoitos nos Estados Unidos. Por fim, também é referência aos Pequenos Elfos Felizes dos Simpsons, um desenho que o Bart detesta.

Presente de grego

Presentes amaldiçoados são uma temática comum na mitologia e nos contos de fadas, com a maldição da bruxa d’A Bela Adormecida sendo talvez a mais famosa. Princesa Bean também ganha uma maldição de presente, mas nesse caso é o próprio Luci, um demônio de estimação. Felizmente, o único dever de Luci é ser má influência e logo Luci percebe que não precisa se esforçar muito pra convencer Bean a ser rebelde, bêbada e desajustada.

Princesa Prometida

Os dois primeiros episódios de (Des)encanto são quase que paródias d’A Princesa Prometida do começo ao fim. O elemento principal é o enredo: uma princesa fugindo de um casamento arranjado, indo pra uma floresta escura cheia de animais temíveis – apesar de que Roedores de Tamanho Incomum são mais perigosos que o Antílopes Racistas. Tem também um paralelo entre o vilão Príncipe Humperdink e o menos vilão Príncipe Merkimer, já que ambos afirmam ser os melhores caçadores do mundo enquanto lideram a busca por suas noivas fugitivas. Há até uma sequência em ambas histórias em que a princesa escapa de seus perseguidores ao descer uma colina íngreme, seja no Retiro do Mestre dos Enxágues ou no Penhasco da Insanidade.

Os olhos do Primeiro Ministro Ovaldo

Blinky estreou no episódio “Peixe de três olhos” d’Os Simpsons e é praticamente um mascote da série. O piscícola mutante inclusive detonou os esforços do Sr. Burns pra concorrer a governador, depois que suas alegações de que o peixe alterado pela radiação emitida por sua usina nuclear tinham um sabor excelente – pois é, um absurdo o peixe mutante ter um gosto ruim, mas está de boa matar o planeta. Blinky apareceu várias vezes em Futurama, mas é mencionado apenas pelo nome em (Des)encanto. O quarto episódio, “Festa no castelo (com massacre)”, revela que o primeiro-ministro da Terra dos Sonhos, Ovaldo, tem um terceiro olho no meio da testa, que quase sempre fica escondido no seu chapéu cerimonial. Quando Elfo descobre isso, ele decide dar nomes aos olhos, chamando-os de “Winky, Blinky e Soul-Stealer” – o easter egg se perdeu na dublagem, onde os nomes foram olhinho, olhão e ladrão de almas. O severo Ovaldo não achou graça.

Mais olhos

Quando Princesa Bean, Elfo e Luci fogem do casamento de Bean no primeiro episódio, “Uma princesa, um elfo e um diabo entram num bar”, e vão pra Floresta Encantada, uma coruja de três pode ser vista gritando ameaçadoramente, marcando-a como um dos perigosos animais mágicos que habitam a floresta. Esta é outra homenagem ao Blinky, d’Os Simpsons, mas também é uma referência a Futurama, onde corujas tomaram o lugar dos pombos e ratos como a principal praga urbana da Nova Nova York.

A herdeira de uma dinastia que vem de longe

Uma princesa de cabelos prateados e roupas azuis, onde a gente já viu isso antes? Visualmente, a protagonista de (Des)encanto, Princesa Tiabeanie – Bean, pros íntimos – parece bastante com a Daenerys Targaryen de Game of Thrones. E não é só no visual não, as histórias também têm paralelos: ambas princesas vieram de uma linhagem perdida de reis poderosos e começaram suas respectivas jornadas com um casamento forçado.

O trono afiado

O próprio trono é uma homenagem óbvia a Game of Thrones. Inclusive, (Des)encanto fez o que Game of Thrones não fez ainda: empalou um príncipe no trono! Matt Groening decretou que (Des)encanto não faria mais nenhuma referência ao trabalho de George R.R. Martin depois dessa, afinal a comédia se baseia na subversão das expectativas e todos esperavam que a série fizesse grandes referências a Game of Thrones.

Monty Python e a Patrulha da Peste

Uma piada recorrente em (Des)encanto é a Patrulha da Peste – uma equipe encarregada de vasculhar as ruas da Terra dos Sonhos em busca de cadáveres atingidos pela peste e despejá-los no poço mais próximo pra queimar de “forma segura”. É um trabalho ingrato, mas eles fazem isso bem e é raro que moradores de rua e bêbados sejam apanhados acidentalmente. Essa piada é uma homenagem a uma cena clássica de Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado, onde um “comprador de cadáveres” cumpre um ofício semelhante, tipo um carteiro medieval, só que entregando uma carga mais desagradável.

A namorada legítima do Elfo

No sétimo episódio, “Problemas do Coração”, Elfo tenta disfarçar sua paixão pela Princesa Bean inventando uma namorada imaginária. Em seu desespero pra descrever uma mulher que não fosse a Bean, Elfo descreve uma namorada de uma terra distante que ninguém nunca ouviu falar, órfã e com um olho só. Luci zomba disso, sarcasticamente dizendo que a descrição de Elfo de uma “garota super gostosa de um olho só com uma família morta” soa totalmente legítima. Curiosamente, essa descrição bate perfeitamente com Leela, de Futurama.

Ilha das Sereias e Ilha das Morsas

No mito grego, as sereias usam a canção pra atrair homens pra morrerem afogados. Em (Des)ecanto, eles passam pelas sereias da mesma forma que o herói Ulisses: amarrando todo mundo nos mastros ou tampando os ouvidos com cera. Mas eles também precisam tomar cuidado com a ilha vizinha a das sereias, a Ilha das Morsas, uma brincadeira com a teoria de que o mito das sereias surgiu quando marinheiros viram morsas ao longe e pensaram que eram lindas mulheres com caudas de peixe.

Ancestrais de Akbar e Jeff?

O Rei Zog tem dois servos – Vip e Vap – cujo dever principal parece ser segui-lo e carregar sua capa. Vip e Vap são gêmeos idênticos, de tamanho diminuto comparado ao resto do elenco. Não podemos deixar de notar uma leve semelhança com os personagens de Akbar e Jeff, das tirinhas Life In Hell, do próprio Matt Groening. Essa foi do fundo do baú.

Os melhores “rangers” do Rei Zog

Quando a Princesa Bean foge, seu pai convoca seus melhores patrulheiros pra encontrá-la. Infelizmente, parece que seus dois melhores patrulheiros – Stryker e Bolt – se perderam em algum lugar, então eles precisam se contentar com os menos qualificados Turbish e Mertz. O nome de Stryker é uma brincadeira com “Strider”, um dos títulos do Aragorn d’O Senhor dos Anéis, e Bolt é brincadeira com Halt de Rangers: Ordem dos Arqueiros. Em inglês, todos esses personagens são chamados de “rangers”.

Borcs e Bozaks

Depois de sobreviverem às sereias e morsas, a tripulação de (Des)encanto encontra um navio de borcs, consegue vencer os adversários, mas depois descobrem que não eram borcs, e sim bozaks, que são aliados da Terra dos Sonhos – o que resulta em presentes de casamento à deriva no mar. Borcs são uma óbvio homenagem aos orcs, comuns em mundo de fantasia, mas principalmente em O Senhor dos Anéis, enquanto bozaks são uma raça draconiana de Dragon Lance.

O Senhor das Referências

(Des)encanto pode ter evitado referências a Game of Thrones, mas não poupou O Senhor dos Anéis. O Monte do Buraco Quente, onde o exorcista vai queimar demônios, é uma homenagem à Montanha da Perdição, onde Frodo deve queimar o Um Anel. Outra homenagem é o Pingente da Eternidade, que brilha quando está perto de um elfo, como a Ferroada, espada de Bilbo e Frodo, que brilha quando está perto de um orc.

Gnomos de jardim

Momento cultural: a tradição de pequenas estátuas que atuam como guardiães de jardins remonta à Roma Antiga, mas a tendência de esculpir essas estátuas como gnomos cômicos começou em meados do século XIX na Europa. A imagem mais popular hoje em dia dos gnomos, como idosos com grandes barbas brancas e gorros vermelhos e pontiagudos, vem de uma série de livros de Rien Poortvliet e Wil Huygen. Os gnomos do (Des)encanto se assemelham superficialmente ao gentil David, el gnomo, uma série de desenho animado estadunidense-canadense-espanhola, mas são ferozes combatentes que dão uma boa conta de si mesmos, apesar de seu tamanho diminuto.

O Elixir da Vida

Boa parte do enredo principal do (Des)encanto envolve a busca do Rei Zog pelo Elixir da Vida. Embora seja chamado por muitos nomes diferentes, lendas de uma poção que pode curar qualquer doença ou conceder imortalidade e de recipientes, como o Pingente da Eternidade, que podem transformar qualquer líquido num elixir como esse, podem ser encontrados nos mitos de quase todas as culturas antigas da Terra. O Santo Graal é talvez o mais famoso desses artefatos na cultura ocidental, mas A Pedra Filosofal também é bem famosa na cultura pop – tanto que inspirou histórias como Harry Potter e Fullmetal Alchemist. Na verdade, o que não falta é história de busca por um item mágico, né? Um Anel para a Todos Governar, Seis Pedras do Infinito, Sete Esferas do Dragão, Vinte Rubis da Virtude, uma história épica não está completa sem uma busca por itens mágicos.

O Príncipe e o Pobre

Em “Pântano e Circunstância”, quando o Rei Zog grita de novo com Bean por seu comportamento grosseiro, Bean reclama sobre o quão distante Zog é e como ele mal notou quando ela trocou de lugar com uma plebeia por um ano inteiro. Essa homenagem vai pr’O Príncipe e o Pobre, de Mark Twain, onde um jovem pobre troca de lugar com um príncipe. A história foi adaptada várias vezes na cultura pop, indo desde Mickey Mouse, Barbie e até uma novela da Record.

Leite de cachorro

O que não falta é coisa bizarra sendo vendida na Terra dos Sonhos, mas um dos que mais me chamou a atenção foi o vendedor de leite de cão, e o que foi especialmente estranho é que isso parece ser uma homenagem a uma série clássica de ficção científica, Red Dwarf. No episódio “Kryten”, a tripulação da nave descobriu que o único leite nos suprimentos era o leite de cachorro. O computador da nave, Holly, defendeu essa escolha, observando que o leite de cachorro dura mais do que qualquer outro tipo de leite, apesar de que, no fim das contas, ele reconheceu que foi porque “nenhum masoquista iria beber isso”.

O Cavalo Risonho

Animais falantes são comuns nos contos de fadas. Mas em (Des)encanto, temos o irritante cavalo risonho, que é na verdade uma referência ao poema épico eslavo Bylina. Sadko, o herói do conto, possuía um cavalo mágico e risonho que traria desgraça a qualquer um que tentasse roubá-lo de seu legítimo dono. Apesar das façanhas de Sadko não serem bem conhecidas no ocidente, os fãs da série cult Mystery Science Theater 3000 podem se lembrar do terrível cavalo risonho de The Magic Voyage of Sinbad – uma adaptação cinematográfica russa de Bylina, que foi retalhada numa história de Sinbad.

O Ralo de Netuno

O mapa da Terra dos Sonhos revela todos os tipos de perigos. Um deles é um redemoinho chamado Ralo de Netuno. Considerando sua proximidade com a Ilha das Sereias e a Ilha das Morsas, é possível que o Ralo de Netuno seja baseado em Caríbdis – outro monstro da mitologia, descrito como um redemoinho senciente e faminto, que era filho de Netuno e Gaia.

A Senhora Kravitz

No começo de “Ao vosso elfo sejais verdadeiro”, o Rei Zog é informado pelo arauto que Princesa Bean e sua “turma de desajustados” foram vistos por Lady Kravitz, “que por acaso estava espiando pela janela bem no momento exato”. Esta é uma referência ao clássico sitcom A Feiticeira, onde a vizinha Kravitz sempre olhava pela janela bem a tempo de ver qualquer truque mágico que rolasse na casa dos Stevens naquela semana.

(Des)encanto se passa no universo de Futurama

(Des)encanto guardou seu maior easter egg pro episódio final, “Ataque à Terra dos Sonhos”, sugerindo que a saga ocorre no mesmo universo de Futurama. Enquanto Luci usa a bola de cristal pra mostrar o passado do Rei Zog, vemos um breve flash de Fry, Professor Farnsworth e Bender na máquina do tempo do episódio “O atraso de Fry”.

E você, qual foi o seu easter egg favorito? Encontrou mais algum? Solta o verbo nos comentários!

E não deixe de conferir o nosso Guia para a Terra dos Sonhos e sua Mitologia!

 

Author: Bernardo Stamato

Vencedor do Concurso Cultural "Eu, Criatura" da Devir Livraria, formado em Letras, pós-graduado em Produção Textual, tradutor e escritor (https://www.wattpad.com/user/BernardoStamato). Quando dá tempo para respirar, lê e joga PS4 também.

[mashshare]