Home » Cinema » Aquisições dentro da indústria dos games dispara na pandemia

Aquisições dentro da indústria dos games dispara na pandemia

Por: Luiza Perazzini

26 de abril de 2021

Operações de Aquisição na Indústria de Games Disparam na Pandemia

A indústria de games ficou ainda mais aquecida durante a pandemia, motivando diversas transações de fusão e aquisição em 2020, como a compra da Bethesda pela Microsoft por US$ 7,5 bilhões (a Disney pagou US$ 4 bi pela Lucas Films). 2021 adentro, esse mercado não mostra sinal algum de desaceleração, entrando em destaque a aquisição da Mediatonic, desenvolvedora do Fall Guys, pela Epic Games, e duas empresas pela Zynga.

Nem tudo foi ruim em 2020. Enquanto as pessoas se viram obrigadas a permanecer em casa sem contato social, elas também tiveram de encontrar formas de entretenimento para ajudar a mente a lidar com os problemas. Os jogos eletrônicos se mostraram, então, ótimos aliados nesse período, servindo não só como distração, mas também como um meio de retomar interações sociais, com jogos online como Among Us e Animal Crossing.

Assim, a indústria de games foi uma das que mais se beneficiou nesse período, deixando empresas e investidores confiantes para realizar operações de fusão e aquisição. Isso resultou em mais de 1500 transações do tipo em 2020, que movimentaram um total de US$ 43 bilhões, de acordo com o provedor de dados financeiros Pitchbook.

A maior e mais comentada compra de 2020 foi da Bethesda pela Microsoft, em setembro. A empresa, que anteriormente já havia feito diversas aquisições importantes como da Obsidian (responsável por Pillars of Eternity e The Outer Worlds), pagou US$ 7,5 bi pela Zenimax Media, holding responsável pelas desenvolvedoras Bethesda (Fallout, Skyrim) e  id Software (Doom Eternal).

Operações de Aquisição na Indústria de Games Não Param

FarmVille 2 - Zynga

FarmVille 2 (Zynga)

Em um painel online da GamesBeat sobre F&A na indústria de games, Nick Tuosto, Diretor-Gerente da firma de investimentos LionTree, comentou que havia muita incerteza se aquisições dariam certo remotamente, visto que uma parte importante de F&A é a construção de conexão com o time de desenvolvedores que está sendo adquirido. Na prática, porém, isso acabou não impedindo em nada o apetite dos compradores e a motivação dos vendedores, levando às altas cifras. Rob Ricca, Vice-Presidente de Desenvolvimento Corporativo da Scopely, concordou, mencionando que muitos investidores que antigamente ignoravam o mercado de jogos acordaram para o seu potencial.

A visão positiva de investidores ajudou empresas como a Zynga, desenvolvedora dos jogos mobile FarmVille 2 e Harry Potter: Enigmas & Magia, que já havia vindo a público com suas ações em 2017, a ter uma incrível performance de investimentos com sua filosofia de F&A agressiva. A Zynga adquiriu em 2020 tanto a Peak Games por US$ 1,85 bi quanto a Rollic por US$ 180 mi, duas desenvolvedoras de jogos de puzzle mobile de sucesso. As ações da Zynga praticamente quadruplicaram desde 2017.

Em 2021, a Zynga continua nas F&A, e começou um movimento de expansão para outras plataformas. Em 17 de fevereiro anunciou Star Wars: Hunters para Nintendo Switch e dispositivos móveis, e em 3 de março comprou a Echtra Games, estúdio de jogos do co-criador de Diablo, RPG da Activision Blizzard.

Ano Começa com Aquisição na Indústria de Games

Fall Guys

Fall Guys (Mediatonic)

2021 já iniciou com a indústria de games muito animada, dando continuidade à tendência de operações de aquisição do ano passado. Logo no começo de Março, a Epic Games anunciou a compra da Mediatonic, estúdio responsável por Fall Guys, um Battle Royale de sucesso que estourou ao ser lançado na metade de 2020. A Epic já vinha há bastante tempo com grande foco em aquisições, como mostra a compra da desenvolvedora de Rocket League, Psyonix, ainda em 2019. O jogo mais conhecido da Epic é Fortnite, que tem um investimento gigantesco em campeonatos e ações de marketing com personalidades, como DJs e Influencers.

A Electronic Arts também foi outra empresa que entrou no embalo de aquisições na pandemia, adquirindo a desenvolvedora de jogos de corrida, Codemasters, por US$ 1,2 bi, e a desenvolvedora de jogos mobile, GluMobile, por US$ 2,1 bi. A EA possui um longo histórico de aquisições, contando com a compra da Maxis (The Sims, Spore) em 1997, da Dice (Battlefield) em 2006 e da BioWare (Dragon Age, Mass Effect) em 2007, mostrando que a empresa sempre percebeu o potencial das F&A.

Com a Codemasters, desenvolvedora dos jogos da Fórmula 1 e da série Dirt, surge um grande potencial para o desenvolvimento de jogos de corrida, visto que a EA também possui importantes jogos do gênero, como a franquia Need For Speed. Já a aquisição da GluMobile mostra a tentativa da EA expandir mais o seu segmento mobile, mercado que cresce exponencialmente a cada ano.

A Nexon, fabricante do Maplestory e outros jogos online com sede em Tóquio, investiu US$ 874 milhões na Hasbro, Bandai Namco, Konami e Sega Sammy. Segundo a empresa, esse investimento gerou um lucro não realizado de US$ 279 milhões com os investimentos de longo prazo, mas não tem intenção de adquirir as empresas ou fazer propostas ativistas de acionistas com os investimentos.

Esse investimento faz parte de um bolo maior de US$ 1,5 bilhão que o conselho da Nexon autorizou em 2020, para investimento em empresas de entretenimento que demonstrem a capacidade de desenvolver e manter uma propriedade intelectual forte e reconhecida globalmente. Até o momento 58% deste bilhão e meio foi aplicado.

Em Abril, foi a vez da  Epic Games, publisher do Fortnite, anunciar que concluiu uma rodada de investimentos no valor de US$ 1 bilhão. Isso fez com que a empresa fosse avaliada em US$ 28,7 bilhões. Dentre os principais investidores da vez está a Sony Group Corporation, que injetou US$ 200 milhões na companhia.

A indústria de games está extremamente movimentada e transações de fusão e aquisição são uma grande prioridade das grandes empresas. Resta esperar para descobrir quais serão as próximas grandes aquisições. Eu fico por aqui.


Fonte: https://www.fdcomunicacao.com.br/operacoes-de-aquisicao-na-industria-de-games-disparam-na-pandemia/

[mashshare]