Home » Cinema » Ainda vale a pena ver filme nacional?

Ainda vale a pena ver filme nacional?

Por: Bernardo Stamato

8 de setembro de 2017

Nessa semana foi celebrado o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, um momento pra relembrarmos e prestigiarmos a produção cinematográfica nacional do último ano. Foram muitas categorias, muitos filmes – entre longas e curtas, ficções e documentários -, muitos profissionais e muitas homenagens, com destaque aos discursos de Helena Ignez e Antônio Pitanga no palco, dois exemplos de décadas de representatividade das mulheres e dos negros na contramão de uma sociedade tão excludente.

O que me faz pensar como que é irônico o fato de que nunca consumimos tantos filmes e séries, mas a nossa produção nacional ainda está longe de ser “mainstream”. Os filmes brasileiros que ganham mais destaque são os de comédia – muitos nada engraçados, convenhamos -, os principais cinemas às vezes nem têm nada nacional em exibição e a maior parte do que é produzido se limita a festivais e a cinemas menores. Não está na hora disso mudar?

A verdade é que vivemos num ciclo vicioso. Achamos que o Brasil produz poucos filmes porque de fato vemos poucas opções pelas grandes franquias de cinema. Mas só de olhar pra enorme lista de indicados ao Grande Prêmio, já fica bem óbvio que não produzimos pouca coisa. Sem falar que tivemos ainda mais filmes que nem foram indicados – e com certeza o fato de um filme não ser indicado em nenhuma categoria da maior premiação de cinema nacional não é sinal de falta de qualidade, afinal os filmes da Marvel são excelentes e não concorrem ao Oscar. O fato é: o Brasil produz muitos filmes, mas muitos brasileiros não sabem disso porque eles não estão em cartaz nos principais cinemas.

Mas os grandes cinemas não exibem filmes nacionais porque o brasileiro tem um baita preconceito com basicamente tudo o que é nacional. Atire a primeira pedra quem nunca torceu o nariz pra um filme só porque era nacional. Esse é o ciclo vicioso: não assistimos filmes brasileiros porque os grandes cinemas não exibem filmes brasileiros e os grandes cinemas não exibem filmes brasileiros porque não assistimos filmes brasileiros. Eu sei que essa problemática é um tanto óbvia, então permita-me sugerir uma solução.

Que tal assistir a algum dos filmes vencedores no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro? Ou dar uma conferida nos filmes nacionais em exibição nos cinemas próximos a sua casa? Ou até mesmo conferir o que o Netflix tem no catálogo? O brasileiro não assiste pouco filme nacional por falta de opção. Talvez seja por falta de iniciativa. Sair da rotina faz bem, muita gente que reclama que filme brasileiro é tudo ruim também deixa a tevê ligada no Faustão o domingo inteiro – fala sério, quem exige qualidade não assiste ao Faustão, né? E nós fazemos muitos filmes bons, numa boa.

O cinema nacional é totalmente relevante. Ninguém vai deixar de assistir aos blockbusters enlatados e nem dar unfollow nos youtubers que só falam do que os States produzem. Uma coisa não impede a outra. Só temos que lembrar que somos uma das nações mais criativas do mundo. Felizmente a Bienal do Livro prova essa criatividade na literatura e o YouTube também está cheio de brasileiro talentoso produzindo material de ponta. A gente já tem produções com o mesmo nível de qualidade e esmero no cinema, só precisamos lembrar e valorizar isso.

Autor: Bernardo Stamato

Vencedor do Concurso Cultural "Eu, Criatura" da Devir Livraria, formado em Letras, pós-graduado em Produção Textual, tradutor e escritor (https://www.wattpad.com/user/BernardoStamato). Quando dá tempo para respirar, lê e joga PS4 também.

[mashshare]