Home » Games » 8 Jogos baseados em Literatura Clássica

8 Jogos baseados em Literatura Clássica

Por: Bernardo Stamato

14 de março de 2018

Livros e jogos: os inimigos mortais agora são os mais inusitados amantes na era da Narrativa Digital.

Provavelmente seus pais já pregaram contra seus jogos, mas hoje livros e games são vendidos lado a lado nas lojas – e a literatura encontra nova vida em pixels e batalhas contra chefões. E por mais inusitado que pareça, esses dois opostos já têm um caso há décadas, que continua dando frutos até os dias de hoje através de obras boas, inusitadas e até grotescas de narrativa digital. Você pode virar a página ou apertar start, agora é hora de falarmos de oito jogos baseados em literatura clássica!

The Hitchhiker’s Guide To the Galaxy (1984)

Na década de 80, jogos baseados apenas de texto, sem gráficos, eram comuns. Uma das melhores empresas nesse ramo era a Infocom. Não é de se admirar que, quando o dinheiro começou a rolar, eles licenciaram um livro bem nerd, o Guia do Mochileiro das Galáxias

Inimigos: Uma ressaca perversa, tratores insanos, burocratas intergalácticos conhecidos como Vogons.

Armas: Famosa pelos enigmas tão complicados que exigiram uma dúzia de objetos não relacionados pra resolver, a Infocom chegou a vender uma blusa com “I Got The Babblefish!”, porque ninguém conseguiu resolver o maldito puzzle do Babblefish – a resposta envolve uma toalha, uma bata e uma pilha de lixo eletrônico.

Posso jogar? A BBC disponibilizou uma versão gratuita e ilustrada para celebrar o 20º aniversário do jogo, clique aqui.

Fahrenheit 451 (1984)

Feito por textos e alguns gráficos, e ambientado cinco anos após a conclusão do romance, o protagonista Guy Montag é agora um agente do Literary Underground, cujas sentinelas falam umas com as outras através de citações de ótimos livros. Sua missão: entrar na Biblioteca Pública de Nova York, onde os livros ilegais foram transferidos pra micro cassete – delícias dos anos 80 – e levá-los pro Undergrounds’ Information Network. O próprio autor, Ray Bradbury, colaborou com o roteiro. Carisse McClellan está de volta como parceira de crime com Montag. Há também um computador super inteligente chamado – adivinha só – RAY.

Inimigos: Bombeiros, patrulheiros 451, cães elétricos.

Armas: Um isqueiro chamado The Flame of Knowledge.

Posso jogar? Você pode baixá-lo aqui, então encontre um Commodore 64 ou faça seu computador emular um.

Dr. Jekyll e Mr. Hyde (1988)

No jogo d’O Médico e o Monstro, Dr. Jekyll está a caminho do seu casamento, mas os cidadãos de Londres atrapalham a caminho! Quando ele se irrita o suficiente e se transforma no Sr. Hyde, os cidadãos se tornam demônios e monstros.

Inimigos: Gatos, pedestres idiotas, cavalheiros cor-de-rosa que deixam bombas no chão.

Arma: Raiva.

Posso jogar? Parece que sim, clique aqui.

Tom Sawyer (1989)

Nosso herói cai no sono na escola e sonha que precisa resgatar Becky Thatcher – que agora se parece mais com a Princesa Peach do Mario Bros – do Injun Joe, que a sequestrou. Aviso: a versão japonesa contém caricaturas ainda mais racistas do que a versão americana.

Inimigos: Troncos, ratos, polvos e provavelmente o que quer que os animadores pudessem desenhar.

Armas: Indefinido. Parecem pedras, mas podem ser bolas de sinuca ou biscoito. Ah, e um chapéu de palha de invencibilidade.

Posso jogar? Tipo, você quer jogar isso?

Arm Joe (Les Misérables Fighting Game) (1998)

Imagine Street Fighter com os personagens do romance épico de Victor Hugo, mas com grandes olhos de mangá, e você tem o Arm Joe – uma representação fonética de Aa Muju, o título de Os Miseráveis em japonês. Essencialmente uma fanfic, a não ser que você faça Fantine e Javert trocarem tapas em vez de lutar de verdade

Inimigos: O elenco do livro.

Armas: Principalmente mano a mano com uns poderes sobrenaturais estranhos – Éponine pode lançar bombas de fumaça e Enjolras carrega um mosquete, por exemplo.

Posso jogar? Você pode baixá-lo aqui, mas só roda se você emular um Windows 98 – ou tiver um em casa, o que eu acho bem improvável.

Dante’s Inferno (2010)

A desenvolvedora Visceral Games recebeu muitas críticas negativas por usar o poema épico de Dante pra criar uma cópia do imensamente popular God of War. Mas se uma viagem pro Inferno e a chance de assassinar tudo o que o atormenta pelo caminho parece divertida, então boa viagem. A propósito, seu personagem se chama Dante por algum motivo não criativo.

Inimigos: Toda alma atormentada no submundo, incluindo almas de bebês abortados e a própria Morte.

Armas: a foice da Morte e uma “Cruz Santa” que dispara projéteis. Você também pode “punir” ou “perdoar” seus inimigos, que, à medida que seu personagem se fortalece, determina se seus poderes são sagrados ou profanos.

Posso jogar? Lançado pra Xbox 360 e PS3.

The Great Gatsby (?)

Reza a lenda que esse jogo foi encontrado numa venda de quintal e disponibilizado na internet, mas sabe como é a internet, né. Ambientado na Era do Jazz, mas com cara de Nintendo, você controla Nick Carroway coletando martinis por pontos, esquivando-se de candelabros e procurando “objetos escondidos”. Eu aposto que tem algum código pra acessar o “sonho americano”.

Inimigos: Mordomos, dançarinos e foliões bêbados.

Armas: Seu chapéu, arremessado como um bumerangue.

Posso jogar? Online, gratuitamente em greatgatsbygame.com.

Ever, Jane (?)

Uma ex-desenvolvedora de Second Life, Judy L. Tryer, levantou US$ 100 mil no Kickstarter pra fazer Ever, Jane, um jogo de RPG online dentro dos romances de Jane Austen. Os principais doadores receberam propriedades com o nome deles dentro do jogo e um xale de malha. Aqui, bailes e jantares são os campos de batalha, onde os jogadores evoluem dançando e formando alianças com famílias poderosas. A promessa era o jogo estar pronto em 2017, mas só foi lançado uns 5 protótipos até agora

Inimigos: Outras famílias no jogo de intrigas sociais.

Armas: “A fofoca é nossa arma de escolha”.

Posso jogar? Os protótipos estão disponíveis aqui.

Author: Bernardo Stamato

Vencedor do Concurso Cultural "Eu, Criatura" da Devir Livraria, formado em Letras, pós-graduado em Produção Textual, tradutor e escritor (https://www.wattpad.com/user/BernardoStamato). Quando dá tempo para respirar, lê e joga PS4 também.

[mashshare]