Home » Games » 10 Melhores Games dos Vingadores

10 Melhores Games dos Vingadores

Por: Bernardo Stamato

26 de abril de 2018

O que você quer fazer assim que termina de ver um filme épico? Particularmente, tenho vontade de escrever, de jogar RPG e de jogar videogame – sim, as três coisas. Mas como nem todo mundo escreve ou joga RPG, vamos falar de coisa boa: os jogos dos Vingadores!

Bom, na verdade existem poucos jogos dos Vingadores, mas existem muitos jogos estrelando os Vingadores, então aqui estão os melhores jogos com pelo menos mais de um dos super-heróis mais poderosos da Terra – e da galáxia.

Dá play!

Marvel Super Heroes: War of the Gems

War of the Gems ainda é um dos melhores jogos dos Vingadores de todos os tempos e ouso dizer um dos melhores beat’em ups também. Você escolhe entre Capitão América, Homem de Ferro, Hulk, Homem-Aranha e Wolverine, cada um com jogabilidade própria – só Homem-Aranha e Wolverine escalam paredes, enquanto só o Homem de Ferro tem salto duplo, por exemplo – e o mais legal é que se você morrer, tem que escolher outro personagem até que ressuscite o personagem morto encontrando um power-up pela fase, o que te obriga a ser bom com pelo menos dois personagens.

Ficamos dez anos vendo os filmes da Marvel pra finalmente ver a Guerra Infinita, enquanto o Super Nintendo já tinha nos permitido jogá-la há mais de vinte anos. Marvel Super Heroes: War of the Gems com certeza é um dos melhores jogos de Super Nintendo, uma daquelas joias – se é que você me entende – esquecidas no tempo que deve ser relembrada.

Marvel Heroes

Marvel Heroes foi lançado cheio de bugs, sem muito o que fazer e honestamente pouco divertido. Felizmente, o jogo foi constantemente atualizado e agora oferece uma boa experiência de controlar um herói Marvel ao lado dos amigos. Os gráficos são excelentes, o combate é dinâmico, a história é épica – e cheia de localidades famosas da Marvel.

E se você não quiser seguir a história, não tem problema, pode dar uma volta por Manhattan, Hell’s Kitchen ou até Asgard e socar os vilões pelo caminho. Inicialmente o jogo é gratuito e você começa com um punhado de personagens selecionáveis e limitado aos nível dez, mas pode desbloquear mais de 60 heróis e vilões da Marvel e dezenas de níveis de poder pra te manter ocupado, caso se empolgue e queira a experiência completa. O melhor de tudo é que, quando termina a história principal, ainda tem muita coisa para fazer. Tem aventuras “one-shot”, tem missões estilo reide e basicamente tudo o que você pode esperar de um MMO da Marvel.

Captain America and the Avengers

Se você gosta de um beat’em up clássico, eu tenho uma boa notícia pra você. Mas se você gosta de alguns heróis tipo Thor, Hulk ou Homem-Aranha, a notícia não é tão boa assim. O jogo clássico dos Vingadores tem Capitão América, Homem de Ferro, Visão e Arqueiro Verde – um elenco bem tosco, se não fosse pelos filmes, convenhamos. Mas a ação é boa, o multiplayer deixa qualquer fã de Final Fight e Streets of Rage feliz e a fase de voo é uma das mais memoráveis do Super Nintendo – em que o Homem de Ferro e o Visão apenas, você sabe, voam, e o Capitão e o Arqueiro pegam planadores e atacam com o escudo e flechas. Não é o jogo mais elaborado ou criativo de todos os tempos, mas foi uma parte muito legal dos anos 90.

Marvel Super Heroes

Na verdade, todos os jogos da Marvel feitos pela Capcom são dignos de nota, mas esse daqui é um marco – ainda mais lembrando que o chefão final é o Thanos. Você escolhe entre seis heróis e quatro vilões – Capitão América, Homem de Ferro, Homem-Aranha, Hulk, Psylocke, Wolverine, Magneto, Fanático, Coração Negro e Shuma-Gorath – lutando pelas Joias do Infinito – que estão espalhadas pelo chão e dão power-ups ao longo da batalha, algo único num jogo de luta. Apesar de outros títulos terem apagado a fama de Marvel Super Heroes, ele com certeza é fundamental pros jogos dos Vingadores de hoje.

Marvel: Contest of Champions

Contest of Champions é um dos jogos mais populares da Marvel atualmente. Seu objetivo é coletar tantos heróis da Marvel quanto for humanamente possível. O jogo também conta com mecânicas de luta, um modo multiplayer online e uma espécie de modo campanha – com um enredo não muito elaborado. A desvantagem é que é um título “freemium” – de graça, mas muito mais fácil e dinâmico se você gastar alguns dólares.

Na história, o Colecionador quer adicionar os heróis mais poderosos das galáxias à sua coleção pessoal. Você escolhe um personagem pra competir num “campeonato de campeões”. Vença e você ganhará poder ilimitado. Perca e você vai se tornar parte da coleção. Na real, este jogo é a resposta da Marvel ao Injustice da DC. Se você gosta de jogar no celular, Marvel: Contest of Champions vem recebendo atualizações constantes e parece que ainda terá uma vida longa pela frente.

Marvel VS Capcom

E não dá pra falar dos jogos de luta da Marvel sem falar do crossover com a Capcom. Expandindo tudo o que Marvel Super Heroes vs. Street Fighter fez, com certeza botar Ryu, Strider, Mega Man e Captain Commando contra Homem-Aranha, Gambit, Venom e Capitão América foi o auge dos jogos de luta do PlayStation 1. Mas muitos ainda preferem a sequência: MvC 2 foi o jogo de luta com maior elenco da época, trazendo todos os personagens da Marvel e da Capcom que haviam aparecido nos antecessores e vários outros do Street Fighter Alpha.

O mundo amou, mas particularmente achei a jogabilidade repetitiva – qualquer golpe de projétil é igual ao Hadouken, incluindo o Sonic Boom do Guile – e os personagens antigos podiam ter sido mais polidos – Colossus e Silver Samurai, particularmente, estão idênticos às versões do jogo X-Men: Children of the Atom, lançado nos fliperamas e no PlayStation 1, enquanto que os gráficos do PlayStation 2 já eram infinitamente superiores. Eu podia ficar aqui falando ainda do Marvel VS Capcom 3 e do Infinite, mas você pode decidir qual dos títulos da franquia é o seu favorito. O que importa é que a Capcom sempre conseguiu manter o nível de qualidade com a Marvel, então só temos a agradecê-la.

Marvel Nemesis: Rise of the Imperfects

Aposto que a maioria não lembra desse. Marvel Nemesis é um beat’em up 3D em que você tem até 4 personagens na sua tela pra escolher, cada um com fases próprias que você pode explorar de forma não-linear – até que esse herói morra. Isso mesmo, os heróis vão morrendo ao longo do jogo. Não tem como evitar, essa é a história do jogo, o fim dos heróis da Marvel!

O elenco varia entre Homem-Aranha, Wolverine, Homem de Ferro, Tocha Humana, Coisa e até alguns vilões como Venom e Magneto. Mas a história na verdade é sobre a “ascensão dos imperfeitos”, super-humanos defeituosos e fadados à extinção, que sim, são canônicos nas HQs, incluindo a protagonista Paragon – que, a propósito, é brasileira. Marvel Nemesis: Rise of the Imperfects tem uma história estranha e não chamou muita atenção na época, mas certamente é um jogo divertido tanto no modo campanha quanto no versus contra os amigos.

Marvel Super Hero Squad

Você é bom? Você é mau? Você é loiro? Não importa, apenas caia na porrada! Isso mesmo, Marvel Super Hero Squad é um jogo pra quem não quer história, apenas socar inimigos, salvar o dia e curtir uma pancadaria multiplayer. É tão simples, que é genial, a história diverte justamente por ser despretensiosa e os gráficos cabeçudos cartunescos são encantadores.

E deu tão certo que teve algumas sequências e até uma série animada! Marvel Super Hero Squad é pros jogadores que ainda preferem a jogabilidade de ação dos consoles, mas também não quer milhões de side quests e enredo gigante – apenas pancadaria e diversão.

Lego Marvel Super Heroes

Lego Marvel Super Heroes é o favorito de muitas crianças – e adultos também, não sejamos tímidos. Esse jogo tem o maior elenco de personagens jogáveis – 155, não incluindo extras pra download, entre heróis, vilões, robôs, agente Phil Coulson, tia May, Stan Lee etc. Se você não consegue encontrar pelo menos uma dúzia de personagens pra agradar sua nerdice, então provavelmente não é um fã da Marvel. O melhor de tudo, você pode trocar de personagem há qualquer momento e só continuar jogando.

A história em si é muito divertida e cheia do humor espirituoso da marca Lego, temperada com easter eggs dos quadrinhos, dos filmes e até dos desenhos antigos da Marvel. Fora da história principal, você também pode passear pela versão da Marvel de Nova York, incluindo a Escola para Jovens Superdotados de Xavier, o Clarim Diário e até o Aeroporta-aviões da SHIELD, todos oferecendo horas e mais horas de missões secundárias e itens para encontrar. Os criadores do jogo claramente tinham como objetivo criar uma experiência divertida pra fãs novos e antigos, e nisso eles tiveram sucesso.

Marvel Ultimate Alliance

Marvel Ultimate Alliance foi o próximo passo lógico da série X-Men Legends, trazendo a jogabilidade de action RPG em equipe já consagrada com a novidade de 23 Vingadores jogáveis. Marvel Ultimate Alliance 2 teve uma quantidade similar de personagens, mas cortaram personagens que não faziam sucesso na época – como Motoqueiro Fantasma, Surfista Prateado e Doutor Estranho – e incluíram Duende Verde, Suplício e Soprano – que também não são exatamente famosos, mas deixa quieto. O primeiro jogo também sacrificou uma história coerente em favor de exploração do Universo Marvel. Você viaja por Atlântida, Asgard, Valhalla, o reino do Inferno de Mephisto etc.

Marvel Ultimate Alliance também apresentou muito mais personagens vilões e não-jogadores do que sua sequência, deixando Marvel Ultimate Alliance 2 meio sem graça, apesar de seguir a história da Guerra Civil dos quadrinhos. O título original até ganhou os prêmios de Melhor Jogo do Ano da Wizard Magazine e Melhor Uso de Licença Criativa da Gamespot em 2006, e é fácil entender por quê. Mesmo hoje, mais de uma década depois, Marvel Ultimate Alliance ainda é um game muito divertido.

E a sua opinião?

E você, qual é o seu jogo favorito dos Vingadores? Solta o verbo nos comentários!

Author: Bernardo Stamato

Vencedor do Concurso Cultural "Eu, Criatura" da Devir Livraria, formado em Letras, pós-graduado em Produção Textual, tradutor e escritor (https://www.wattpad.com/user/BernardoStamato). Quando dá tempo para respirar, lê e joga PS4 também.

[mashshare]